ABDAN organiza missão aos EUA e Canadá


O Brasil embarcou em uma missão internacional para discutir avanços e parcerias na área da tecnologia nuclear. Promovida pela Abdan – Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Atividades Nucleares, a viagem contemplou visitas técnicas e reuniões estratégicas com as indústrias nucleares dos Estados Unidos e do Canadá. Com o objetivo de fortalecer laços e promover o intercâmbio de conhecimento, a delegação brasileira busca explorar as mais recentes inovações tecnológicas no campo nuclear, além de identificar oportunidades de cooperação e investimento.

“O Brasil, com grande potência no segmento nuclear, busca aprimorar sua capacidade técnica e expandir suas parcerias globais. Nesse contexto, a missão representa uma oportunidade ímpar para estreitar relações com potências nucleares e fomentar colaborações que possam impulsionar o desenvolvimento científico e tecnológico do país”, explica o presidente da ABDAN, Celso Cunha.

Durante a estadia nos países norte-americanos, os representantes brasileiros tiveram acesso privilegiado a instalações de ponta e participaram de discussões estratégicas com especialistas da indústria nuclear. Além disso, realizaram reuniões com autoridades governamentais e instituições de pesquisa, visando ampliar o diálogo e explorar possíveis parcerias em áreas como medicina nuclear, geração de energia e segurança radiológica.

Durante a visita aos Estados Unidos, a delegação brasileira passou por locais estratégicos como Pitsburgo, Atlanta e Nova Jersey, onde tiveram a oportunidade de interagir com empresas-chave do setor, como Westinghouse e Holtec. Além disso, participaram do maior evento sobre SMRs (Reatores Modulares Pequenos) do setor nuclear mundial.

No Canadá, os representantes brasileiros tiveram encontros agendados em Toronto, onde exploraram as estratégias, projetos e tecnologias de SMR do governo canadense. Empresas e centros de ciência e tecnologia como ARC, Terrestrial Energy, Global First Power e Candu Monark estiveram entre os locais visitados, proporcionando uma visão abrangente das inovações e práticas no campo nuclear.

Ainda durante esta missão, um Memorando de Entendimento foi assinado entre a Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Atividades Nucleares e a Organização das Indústrias Nucleares Canadenses (OCNI),  que visa fortalecer a cooperação bilateral entre o Brasil e o Canadá no avanço da tecnologia nuclear, promovendo o intercâmbio de conhecimento, a colaboração em projetos conjuntos e o desenvolvimento de parcerias estratégicas para impulsionar o desenvolvimento científico e tecnológico de ambos os países. A OCNI é uma organização sem fins lucrativos que possui mais de 220 empresas que fornecem bens e serviços para reatores nucleares nos mercados doméstico e de exportação, e tem o mandato de atrair e apoiar indústrias nucleares no Canadá, bem como de ajudar empresas membros a desenvolver oportunidades internacionais para empreendimentos comerciais e cooperativos.

Últimas Notícias

Recap lança campanha de combate a fraudes no setor de combustíveis

As fraudes no setor de combustíveis afetam não apenas a concorrência leal entre as empresas, mas toda a sociedade, ao retirar recursos de áreas...
advertisementspot_img

Prêmio DowGOL reconhece os melhores fornecedores logísticos 

A Dow Brasil anunciou os vencedores da 18ª edição do Prêmio DowGOL que reconhece e promove as melhores práticas de fornecedores logísticos. O evento...

Sabesp é finalista de maior prêmio do mundo no setor de biogás

A Sabesp é finalista do AD and Biogas Industry Award 2024, a maior premiação do mundo no setor de biogás. A Companhia concorre na...