Andritz ganha primeiro pedido no setor de hidrogênio verde


A Koppö Energia da Finlândia selecionou a Andritz para executar o Front-End Engineering Design (FEED) para uma planta de grande escala para produzir hidrogênio verde. Este pedido é um marco na estratégia da Andritz de se tornar um dos principais parceiros industriais do mundo para plantas de produção de hidrogênio verde em grande escala.

A usina, com capacidade de 200 MW, será construída em Kristinestad, na Finlândia, como parte de um projeto Power-to-X. O cliente, Koppö Energia, é uma joint venture da Prime Capital, com sede na Alemanha, uma renomada gestora de ativos especializada em projetos de energia alternativa, e da CPC Finland, uma subsidiária da desenvolvedora de projetos e produtora de energia verde CPC Germania.

O Projeto de Engenharia Front-End fornecido pela Andritz incluirá a planta de hidrogênio completa, incorporando a tecnologia de eletrolisador alcalino do HydrogenPro. Com base no projeto, a joint venture pretende fazer o pedido de Engineering, Procurement and Construction (EPC) da planta de produção de hidrogênio verde no início de 2024.

“O hidrogênio verde desempenhará um papel essencial na transição para energia limpa. Estamos muito felizes por ter recebido nosso primeiro pedido neste setor e confiantes de que – com base em nosso longo histórico de implementação de projetos de grande porte – podemos contribuir para tornar este projeto um sucesso.” disse Joachim Schönbeck, CEO da Andritz.

“Realizamos um processo de seleção diligente antes de conceder os contratos FEED para nosso projeto de transição energética. A Andritz nos convenceu com sua ampla experiência em soluções e integração de sistemas”, disse Thomas Zirngibl, membro do conselho da Koppö Energia Oy.

O hidrogênio em Kristinestad será produzido usando energia renovável, principalmente energia eólica. Até 500 MW de energia eólica e 100 MW de energia fotovoltaica serão desenvolvidos sob o Koppö Energy Cluster para fornecer eletricidade à usina de hidrogênio verde.

O hidrogênio produzido a partir de fontes renováveis ​​é considerado um portador de energia praticamente livre de carbono, tornando-se um componente vital no combate às mudanças climáticas. O plano para o hidrogênio verde produzido em Kristinestad é transformá-lo em metano sintético liquefeito sustentável (SLSM) para abastecer o transporte pesado de maneira sustentável.

Em geral, espera-se que o hidrogênio verde e seus derivados venham a substituir os combustíveis fósseis em larga escala no futuro, especialmente em indústrias intensivas em energia e difíceis de abater, como siderurgia, cimento e química, bem como transporte por navios e caminhões.

Últimas Notícias

Fortalecendo a prevenção e o enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

A Vibra, maior distribuidora de combustíveis e lubrificantes do Brasil, está comprometida com a causa social de "Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e...
advertisementspot_img

Busch do Brasil expande seu portfólio com produtos da Pfeiffer Vacuum

A Busch do Brasil Ltda., uma subsidiária integral da Busch SE, anunciou expansão de seu portfólio: está assumindo a distribuição e o serviço dos produtos...

Identificação padronizada para segurança do alimento

Uma nova forma de identificar produtos no varejo, que transforma a rotina dos consumidores e os processos de automação das empresas da cadeia de...