ANP realiza missão nos EUA com foco em captura, utilização e armazenamento de carbono


O Diretor-Geral da ANP, Rodolfo Saboia, participou esta semana (9 a 11/10) de uma missão do governo federal a Washington, D.C., nos Estados Unidos. Além da ANP, a missão foi composta pelo Ministério de Minas e Energia (MME) e pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). 

Hoje (11/10), o Diretor participou de workshop técnico sobre o tema da Captura, Estocagem e Uso de CO2 (CCUS), no Departamento de Energia dos EUA.  

Além da ANP, a missão foi composta pelo Ministério de Minas e Energia (MME) e pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

Em sua fala, ele destacou a importância da transição energética, mas também da segurança energética. “Nós consideramos que a questão ambiental é absolutamente crucial para o mundo e, em particular, para a indústria do petróleo e gás natural. Mas a demanda por petróleo e gás não vai desaparecer rapidamente e ainda é necessário investimento para sustentar a exploração e garantir a segurança energética nas próximas décadas. A continuidade da atração de investimentos nessa indústria passa pela redução da pegada de carbono na sua produção e pela introdução de outras tecnologias que apresentam sinergias com o setor, como a produção de hidrogênio, as eólicas offshore, e a captura de carbono”, afirmou. 

O evento teve como objetivo promover o avanço dos governos norte-americano e brasileiro na direção de desenvolver a atividade de CCUS, em especial com apoio às iniciativas de descarbonização das matrizes energéticas desses países.   

No dia 10/10, Saboia participou também do evento do U.S.-Brazil Clean Energy Industry Dialogue (CEID) que lançou o Comitê de Ação de Gestão de Carbono e Metano do Diálogo da Indústria de Energia Limpa, do CEID.   

O comitê, que trará uma agenda bilateral entre Brasil e Estados Unidos, se concentrará nas discussões sobre captura, utilização e armazenamento de carbono. O objetivo é promover a troca de informações e melhores práticas, aumentar o comércio bilateral e incentivar mais parcerias e investimentos entre os dois países.  

Além do Diretor-Geral da ANP, ambos os eventos contaram com a presença do Ministro brasileiro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, de representantes do MME, da EPE e do governo dos EUA, em especial do Departamento de Energia.  

Rodolfo Saboia realizou ainda encontros com executivos do setor de petróleo, lideranças do setor de hidrogênio de baixo carbono (em almoço oferecido pela embaixada do Brasil) e com o Banco Mundial. O objetivo foi dialogar com as instituições e apresentar oportunidades de investimentos no Brasil.  

Últimas Notícias

Utilização da capacidade instalada despenca para 58%, o menor nível mensal da história da química nacional

De acordo com os dados da amostra do Relatório de Acompanhamento Conjuntural (RAC), o índice de utilização da capacidade instalada da indústria química brasileira...

FPSO Bacalhau – Primeiro FPSO Novo do Mundo com Notação DNV Abate

A Modec comunica que o FPSO Bacalhau recebeu a Aprovação em Princípio (AiP) para Notação de Redução da sociedade de classificação DNV, tornando-se o...

ADNOC implanta a primeira solução de IA RoboWell da AIQ em operações offshore

A ADNOC anunciou a implantação do RoboWell, a solução pioneira de controle de poços autônomos de inteligência artificial (IA) da AIQ, em suas operações...