Ataques cibernéticos param 1 em cada 4 operações industriais


Um novo relatório da ABI Research e Palo Alto Networks sobre o estado da segurança da tecnologia operacional (OT) descobriu que, no ano passado, uma em cada quatro empresas industriais disse que teve que encerrar suas operações temporariamente devido a um ataque cibernético. Este estudo, que entrevistou quase 2.000 executivos e profissionais em 16 países, também observou que mais de 60% dos entrevistados disseram que a complexidade da solução de segurança OT era sua principal preocupação ao comprar soluções.

Este novo relatório, “The State of OT Security: A Comprehensive Guide to Trends, Risks, and Cyber Resilience“, revela a realidade, a extensão e a natureza em mudança das ameaças à segurança em ambientes industriais. Concluído em 2024, ele lança luz sobre a frequência dos ataques e examina as lutas e implicações das organizações na arquitetura e implementação de uma resposta simplificada e amigável a essas ameaças. A pesquisa, ostrou que quase 70% das organizações industriais sofreram ataques cibernéticos no ano passado; 1 em cada 4 organizações teve que encerrar as operações devido a um ataque; a TI é o principal vetor de ataque, com 72% dos ataques originados lá; 40% das organizações dizem que suas equipes de OT e TI são friccionais; 87% dos entrevistados acreditam que a Zero Trust é a abordagem certa para a segurança de OT.

O relatório traça uma imagem clara de porque os ambientes de OT se tornaram alvos tão atraentes em operações industriais, uma vez que um ataque bem-sucedido tem imenso potencial financeiro ou político. O mais preocupante: 26% estão sofrendo ataques semanais. Esses resultados ressaltam o impacto que essas violações podem ter. Além das consequências imediatas da perda de dados e receita, esses ataques interrompem a continuidade das operações de negócios. À medida que as organizações olham para o futuro, os profissionais industriais pesquisados indicam que proteger dispositivos industriais, no contexto de muitas tecnologias emergentes, incluindo IA, 5G e acesso remoto, serão os principais desafios de segurança cibernética de suas organizações nos próximos dois anos.

De acordo com este estudo, a ascensão da IA é prioridade, com 74% dos entrevistados antecipando que os ataques habilitados por IA representam uma ameaça crítica para sua infraestrutura de OT. A integração de dispositivos conectados ao 5G apresenta risco adicional: as organizações estão integrando tecnologias 5G em suas redes para melhorar a conectividade e a eficiência e se beneficiar de suas velocidades de transmissão mais altas, menor latência e suporte a aplicativos de alta largura de banda. No entanto, quase 70% veem o 5G como um vetor de ameaça crescente, deixando claro que, à medida que a tecnologia avança, o mesmo acontece com os desafios de proteger as operações industriais. Três em cada quatro também concordam que o acesso remoto está em alta para funcionários e terceiros, oferecendo muitos benefícios, como recursos de monitoramento e melhores tempos de resposta durante um evento, mas também introduzindo mais riscos de segurança no ambiente.

A pesquisa revelou que a complexidade foi o principal desafio enfrentado pelas organizações industriais que buscam soluções de segurança OT. Mais de 60% dos entrevistados destacaram a complexidade da solução de segurança OT ao comprar software e equipamentos de segurança OT, ilustrando a necessidade de soluções de segurança simplificadas e simplificadas.

Há consenso entre executivos e profissionais sobre os desafios regulatórios. Nos próximos dois anos, 74% dos executivos esperam que a pressão regulatória sobre a segurança de OT aumente, apontando para uma crescente conscientização em todos os níveis organizacionais de reforçar as medidas de segurança de OT em antecipação a regulamentações mais rígidas.

Últimas Notícias

Fortalecendo a prevenção e o enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

A Vibra, maior distribuidora de combustíveis e lubrificantes do Brasil, está comprometida com a causa social de "Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e...
advertisementspot_img

Busch do Brasil expande seu portfólio com produtos da Pfeiffer Vacuum

A Busch do Brasil Ltda., uma subsidiária integral da Busch SE, anunciou expansão de seu portfólio: está assumindo a distribuição e o serviço dos produtos...

Identificação padronizada para segurança do alimento

Uma nova forma de identificar produtos no varejo, que transforma a rotina dos consumidores e os processos de automação das empresas da cadeia de...