ComBio projeta expansão com parceria de até R$ 450 milhões da IFC


A ComBio, empresa de fornecimento de energia térmica renovável, assinou contrato junto à International Finance Corporation (IFC) para um empréstimo de longo prazo (no formato Green Loan) de R$ 120 milhões que será usado para acelerar o crescimento da companhia. O valor pode ser aumentado para até R$ 450 milhões nos próximos 12 meses em comum acordo entre as partes.

A ComBio projeta evitar a emissão de mais de 800.000 toneladas de CO2 em 2024 junto a seus clientes: está implementando projetos de geração de vapor para indústrias utilizando combustíveis renováveis e de origem sustentável, como biomassa, energia elétrica de fontes renováveis ou biogás. A empresa é responsável pelo investimento e construção do sistema de geração de vapor dentro das instalações do cliente, além de assumir todos os aspectos da operação, principalmente a cadeia de abastecimento de combustíveis, proporcionando redução de até 90% das emissões dos sites industriais de seus clientes.

“Para firmar parceria com a IFC, as empresas precisam atender a uma série de requisitos voltados à sustentabilidade socioambiental. Isso atesta a atuação da ComBio como protagonista na descarbonização da indústria e do planeta, reduzindo drasticamente as emissões de CO2. A substituição de combustíveis fósseis não só é benéfica ao meio ambiente, mas também traz, em grande parte dos casos, economia relevante de custos operacionais a nossos clientes”, destaca Daniel Szlak, CFO da ComBio.

A ComBio privilegia o uso de resíduos e subprodutos de atividades agrícolas, industriais e de reflorestamento. A capacidade brasileira para geração desses materiais impulsionou a companhia a prospectar novas biomassas, tornando tal expertise um diferencial em seu modelo de negócio. Por contar com operações em todas as regiões do país, a biomassa utilizada varia conforme a disponibilidade de cada local, por exemplo: caroço de açaí, cavaco de eucalipto, casca de arroz e bagaço de cana, entre outros.

Em 2023, a ComBio recebeu participação societária dos fundos de private equity da SPX e Lightrock, que vem auxiliando na jornada de crescimento e governança da empresa. “Com os recursos da IFC, somados aos recursos de SPX e Lightrock, tornaremos a descarbonização ainda mais acessível ao maior número possível de indústrias. Assim consolidaremos nosso protagonismo na transição energética do planeta. Até o final do ano, pretendemos ampliar nossa capacidade instalada para próximo de 1.000 toneladas de vapor gerado por hora”, informa Szlak.

“A IFC tem apoiado o Brasil na implementação de suas metas de descarbonização e na promoção de investimentos em energia renovável e eficiência energética. Estamos apoiando a ComBio, um importante ator do setor privado brasileiro, para impulsionar a redução de emissões do setor industrial e ajudar o país a alcançar os objetivos estabelecidos no Acordo de Paris,” afirma Manuel Reyes-Retana, Diretor Regional da IFC para América do Sul.

Últimas Notícias

Utilização da capacidade instalada despenca para 58%, o menor nível mensal da história da química nacional

De acordo com os dados da amostra do Relatório de Acompanhamento Conjuntural (RAC), o índice de utilização da capacidade instalada da indústria química brasileira...

FPSO Bacalhau – Primeiro FPSO Novo do Mundo com Notação DNV Abate

A Modec comunica que o FPSO Bacalhau recebeu a Aprovação em Princípio (AiP) para Notação de Redução da sociedade de classificação DNV, tornando-se o...

ADNOC implanta a primeira solução de IA RoboWell da AIQ em operações offshore

A ADNOC anunciou a implantação do RoboWell, a solução pioneira de controle de poços autônomos de inteligência artificial (IA) da AIQ, em suas operações...