Motor conceito dual fuel


A FPT Industrial acredita fortemente no desenvolvimento de combustíveis alternativos, que se complementarão conforme o tipo de missão. Consciente do potencial e das oportunidades em bioenergia no Brasil, a marca compartilha a sua visão disruptiva durante o 20º Fórum SAE Brasil da Mobilidade, em Curitiba, apresentando, em parceria com a Universidade Federal de Itajubá (Unifei), os resultados do projeto do motor conceito N67 Dual-Fuel para aplicação agrícola.

A solução, tema do painel “Combustíveis atuais e alternativos como solução para uma mobilidade sustentável”, testou o motor da Série NEF utilizando biocombustíveis associados ao diesel, considerando a matriz energética brasileira. Além dos resultados deste projeto, a FPT Industrial expõe durante o evento o motor F1C Gás/Etanol, também objeto de estudo com a Unifei.

Na configuração off-road para tratores agrícolas, o motor N67 Dual-Fuel foi submetido a testes em regimes estacionários com o uso de biocombustíveis como HVO, diesel de cana-de-açúcar, hidrogênio, gás natural, biogás e etanol, combinados ao diesel, buscando aumentar a eficiência e reduzir as emissões.

“A combustão dual-fuel é uma tecnologia promissora para aumentar a eficiência global de motores diesel. Os benefícios são alcançados por meio das diferentes reatividades dos combustíveis ou reduzindo as emissões de CO2, substituindo parcialmente um combustível fóssil por um renovável”, explica Alexandre Xavier, diretor de Engenharia da FPT Industrial.

Xavier aponta que o projeto confirma a competitividade em bioenergia do Brasil, país com inúmeras vantagens energéticas associadas ao uso do gás natural e biocombustíveis. Além de incentivar a engenharia local, os testes consolidam uma solução competitiva e robusta para as necessidades do consumidor latino-americano. “Este e outros projetos reforçam a proximidade da FPT Industrial com o universo acadêmico e reafirmam o compromisso da marca em prover soluções multienergia”, acrescenta.

A parceria da FPT Industrial colabora com a pesquisa e a inovação da Unifei como parte do Programa Rota 2030 e, de acordo o coordenador geral do projeto, prof. Dr. Christian Coronado, acelera o desenvolvimento acadêmico. Em breve a universidade inaugurará um novo centro de produção de H2 verde em sua sede em Itajubá (MG).

Últimas Notícias

Recap lança campanha de combate a fraudes no setor de combustíveis

As fraudes no setor de combustíveis afetam não apenas a concorrência leal entre as empresas, mas toda a sociedade, ao retirar recursos de áreas...
advertisementspot_img

Prêmio DowGOL reconhece os melhores fornecedores logísticos 

A Dow Brasil anunciou os vencedores da 18ª edição do Prêmio DowGOL que reconhece e promove as melhores práticas de fornecedores logísticos. O evento...

Sabesp é finalista de maior prêmio do mundo no setor de biogás

A Sabesp é finalista do AD and Biogas Industry Award 2024, a maior premiação do mundo no setor de biogás. A Companhia concorre na...