Projeto GH2 converte etanol em hidrogênio verde e acetal

Increasing Profitability of Ethanol Photoreforming by Simultaneous Production of H2 and Acetal

O Projeto GH2, financiado pela Horizon Europe, estimou que a geração de um kg de hidrogênio verde a partir de 87 litros de etanol também pode produzir 72 litros de acetais.

Os pesquisadores que trabalham no projeto publicaram suas descobertas na Global Challenges, onde investigaram a viabilidade econômica da produção simultânea de acetal e hidrogênio verde.

“A maioria dos produtores comerciais de hidrogénio utiliza a reforma a vapor do metano seguida da extração deste valioso gás. disse um dos pesquisadores.Embora a energia verde possa ser aproveitada para aquecer água, os custos associados a isso são proibitivos Dr. Oleksandr Savateev

O projeto GH2 busca colher energia solar, bioetanol e água para induzir uma reação química que produza hidrogênio verde e produtos químicos C2+ de alto valor.

“Como parte do projeto, decidimos investigar a viabilidade econômica de nossa abordagem, projetando um fotocatalisador gráfico de nitreto de carbono sem metal que pode converter bioetanol em produtos químicos de alto valor, como o acetal. Durante esse processo de conversão, o hidrogênio é extraído de uma solução de bioetanol em água a partir da energia solar que colhemos”.

Embora o impacto monetário da sua investigação atual seja limitado, os pesquisadores sugerem que a produção simultânea de hidrogênio verde juntamente com produtos químicos C2+ valiosos, como o acetal ou o acetaldeído, pode compensar o custo de produção de hidrogênio verde.

“O acetal é usado em muitas indústrias. A maioria de nós o encontra nos alimentos, nos têxteis, na fotografia e na borracha. Como parte do projeto GH2, procuramos reduzir o custo de produção de hidrogênio verde, fabricando-o juntamente com produtos químicos mais valiosos como o acetal. Se tivermos sucesso, os futuros produtores de hidrogênio verde também poderão se tornar fabricantes desses produtos químicos C2+. Como resultado, nosso projeto poderá impactar vários setores, promover a criação de empregos e promover a sustentabilidade ambiental”.

O GH2 é o projeto chave do Hydrogen Helix da Crowdhelix. Seu CEO, Michael Browne, acredita que a pesquisa é indicativa das abordagens criativas que vão ser seguidas por especialistas orientados para o futuro, que trabalham em projetos colaborativos.

“Dos transportes à indústria pesada, o hidrogênio verde, produzido a partir de eletricidade proveniente de fontes renováveis, tem potencial para descarbonizar vastas áreas da economia global. O principal inibidor para liberar o poder do hidrogênio verde é o custo. Em todo o mundo, pesquisadores estão trabalhando incansavelmente para encontrar formas de reduzir o custo de produção desta fonte de energia transformadora. O Hydrogen Helix foi especificamente concebido para acelerar a inovação neste espaço, promovendo a colaboração e a partilha de conhecimento entre equipas de investigação, empresas inovadoras e investidores”.

A plataforma de inovação aberta da ponta a ponta do projeto permite que pesquisadores e especialistas construam parcerias estratégicas e apresentem inovações aos usuários finais assim que forem desenvolvidas.

Últimas Notícias

Recap lança campanha de combate a fraudes no setor de combustíveis

As fraudes no setor de combustíveis afetam não apenas a concorrência leal entre as empresas, mas toda a sociedade, ao retirar recursos de áreas...
advertisementspot_img

Prêmio DowGOL reconhece os melhores fornecedores logísticos 

A Dow Brasil anunciou os vencedores da 18ª edição do Prêmio DowGOL que reconhece e promove as melhores práticas de fornecedores logísticos. O evento...

Sabesp é finalista de maior prêmio do mundo no setor de biogás

A Sabesp é finalista do AD and Biogas Industry Award 2024, a maior premiação do mundo no setor de biogás. A Companhia concorre na...