Solução de inteligência artificial para produção de biocombustíveis


A iSystems implementou o Leaf, software baseado em inteligência artificial, para a Atvos – uma das principais produtoras de biocombustíveis do país. A solução, desenvolvida e patenteada pela empresa, tem como foco oferecer melhor controle e otimização de processos, gerando aumento de produtividade, economia de recursos e diminuição de impacto ambiental na produção industrial.

Desenvolvido com apoio do Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), o Leaf se baseia na inteligência artificial para a identificação de tendências e padrões e para a tomada de decisões, permitindo minimizar falhas e maximizar a eficiência em todas as áreas de atuação.

Por meio da integração com o sistema de automação da Atvos, o software permitiu um controle de processos sofisticado e em tempo real da Unidade Conquista do Pontal (UCP), localizada em Mirante do Paranapanema, no Oeste Paulista, garantindo a potencialização dos recursos e a redução de desperdícios. Além disso, trouxe melhorias significativas, desde o aumento da produtividade até a redução de custos operacionais da unidade agroindustrial.

Os ganhos foram percebidos desde a cogeração, moenda e até a destilação, proporcionando resultados expressivos para a UCP. A otimização da cogeração aumentou a eficiência na geração de energia elétrica a partir da biomassa. Já na etapa de moenda, a automação e o controle precisos resultaram em maior extração e redução no consumo de água bruta.

A automação avançada permitiu também uma destilação mais eficiente e de alta qualidade, enquanto a integração com o Leaf nos processos trouxe impacto positivo no rendimento total da usina, sendo percebido pelo aumento no Rendimento Total Corrigido (RTC).

“A parceria entre a Atvos e a iSystems contribui para o aumento da eficiência industrial por meio da adoção de tecnologia inovadora. Além disso, reforça o compromisso conjunto com a sustentabilidade, impulsiona a transformação do mercado de bioenergia e promove a adoção de práticas mais sustentáveis em todo o setor sucroenergético”, avalia Danilo Halla, co-CEO da iSystems.

Além dos benefícios operacionais, a implementação do software da iSystems fortaleceu a segurança das operações, por meio da detecção precoce de anomalias e o monitoramento constante dos parâmetros de segurança.

A combinação da experiência da usina no setor sucroenergético com a tecnologia avançada também resultou em uma redução significativa nas emissões de gases do efeito estufa (GEE).

Fundada em 2007 com o objetivo de resolver desafios de eficiência das indústrias a partir do uso de soluções desenvolvidas com inteligência artificial, a iSystems foi criada por quatro estudantes graduados em engenharia da computação e em matemática pela Unicamp – Universidade Estadual de Campinas.

Últimas Notícias

Recap lança campanha de combate a fraudes no setor de combustíveis

As fraudes no setor de combustíveis afetam não apenas a concorrência leal entre as empresas, mas toda a sociedade, ao retirar recursos de áreas...
advertisementspot_img

Prêmio DowGOL reconhece os melhores fornecedores logísticos 

A Dow Brasil anunciou os vencedores da 18ª edição do Prêmio DowGOL que reconhece e promove as melhores práticas de fornecedores logísticos. O evento...

Sabesp é finalista de maior prêmio do mundo no setor de biogás

A Sabesp é finalista do AD and Biogas Industry Award 2024, a maior premiação do mundo no setor de biogás. A Companhia concorre na...