Tecnologia inédita de prevenção de incêndios em canaviais


Drones israelenses de segurança para monitoramento de grandes perímetros ganham representação da Touchan Tech na cidade e trazem robótica de ponta para segurança de propriedades rurais e urbanas.

Dados estatísticos do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) mostram que, apenas de janeiro a maio, foram registrados 5.360 incêndios em vegetação. Destes, 56,73% (3.194 focos) foram registrados apenas no mês de maio, época em que começa o período de seca.
A contenção desses incêndios, porém, dependem muito da rapidez com que os focos iniciais são identificados e essa é a proposta da nova tecnologia israelense de prevenção de fogo em canaviais trazida pela Toucan Tech, empresa tech com representação em Ribeirão Preto. O monitoramento é feito com apenas um drone cabeado, capaz de identificar o incêndio em um raio de até 10 km.

O equipamento, que fica a uma altura de 100 metros, substitui uma grande quantidade de sensores e câmeras de segurança e requer somente uma tomada elétrica e conexão à rede local ou internet. O drone monitora áreas de grande extensão com uma câmera móvel que fornece captação 3D e gira 360º, procurando por qualquer sinal de fumaça a uma grande distância.

A operação transmite com precisão e agilidade em qualquer condição de luz – mesmo em plena escuridão – através de uma câmera térmica. Voa também com chuvas leves, exceto as de tempestades e relâmpagos. Além disso, a segurança perimetral inteligente é 24 horas e, ao detectar movimentação suspeita, a propriedade é informada.

“Em caso de dúvida, é só enviar outro drone, móvel, para confirmar a situação”, conta Thomaz A. Schwartzmann, representante da Touchan Tech em Ribeirão.

O sistema apresenta mínimo impacto ambiental e, por requerer pouca infraestrutura, proporciona o menor custo por metro quadrado em zonas urbanas e rurais. “É uma tecnologia em material robusto, de longa durabilidade, pensada para proteger economizando recursos, que é uma necessidade de quem vive em Israel e algo que se encaixa perfeitamente nas metas brasileiras para o Agro”, reforça Schwartzmann.

Importado pela Ôguen, o drone é chamado de “Magos” e foi pensado para atender produtores de todos os portes com o melhor custo-benefício, uma vez que também funciona como sistema de segurança contra invasões. De acordo com o engenheiro Kleber Reis, diretor comercial e de operações da Ôguen, a principal inovação em relação aos modelos existentes está na facilidade de instalação.

Últimas Notícias

Utilização da capacidade instalada despenca para 58%, o menor nível mensal da história da química nacional

De acordo com os dados da amostra do Relatório de Acompanhamento Conjuntural (RAC), o índice de utilização da capacidade instalada da indústria química brasileira...

FPSO Bacalhau – Primeiro FPSO Novo do Mundo com Notação DNV Abate

A Modec comunica que o FPSO Bacalhau recebeu a Aprovação em Princípio (AiP) para Notação de Redução da sociedade de classificação DNV, tornando-se o...

ADNOC implanta a primeira solução de IA RoboWell da AIQ em operações offshore

A ADNOC anunciou a implantação do RoboWell, a solução pioneira de controle de poços autônomos de inteligência artificial (IA) da AIQ, em suas operações...