Itaipu e Sanepar inauguram obras e anunciam investimentos


O diretor-geral brasileiro de Itaipu, Enio Verri, e o diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile, inauguraram (03/08) a nova estação elevatória e 5 km de rede de esgoto do bairro Floresta, em Itaipulândia, no Oeste do Paraná. O evento ocorreu na Câmara dos Vereadores e reuniu a prefeita Cleide Prates, o diretor-superintendente do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Irineu Colombo, e autoridades da região. As melhorias irão expandir a cobertura de esgoto na área urbana do município de 68% para 80%.

A ação faz parte de um convênio entre Itaipu, Sanepar e PTI para a implantação de sistemas sustentáveis de esgotamento em seis municípios do Oeste do Estado: Santa Helena, Medianeira, Itaipulândia, Missal, Ramilândia e Serranópolis do Iguaçu. O acordo contabiliza R$ 184,4 milhões em investimentos até 2025, sendo R$ 71,1 milhões de Itaipu.

Estão programadas a construção de quatro Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs), 11 Estações Elevatórias (EEEs) e mais de 150 mil metros de rede coletora nos seis municípios. No total, serão gerados cerca de nove mil empregos diretos, indiretos e induzidos, beneficiando uma população superior a 110 mil habitantes.

Além da estação elevatória, que custou R$ 3,6 milhões, Itaipulândia vai ganhar uma nova Estação de Tratamento de Esgoto, no valor de R$ 17,7 milhões – totalizando R$ 24,6 milhões de investimentos no município. O projeto executivo está em fase de elaboração e a expectativa é que as obras comecem em setembro deste ano, com término previsto para março de 2025. 

Verri destacou que a modernização dos serviços de esgotamento da região é importante para promover a inclusão social e a melhoria da saúde pública da população, ao mesmo tempo que reduz a emissão de cargas orgânicas nos afluentes do reservatório, eleva os níveis de segurança hídrica e aumenta a vida útil do reservatório.

“Uma coisa que deve ser destacada é a aplicação da ciência em municípios distintos, com realidades distintas, para que a população tenha acesso ao saneamento básico. E, consequentemente, alcançar níveis de saúde iguais aos países de primeiro mundo”, afirmou o diretor-geral.

O diretor-presidente da Sanepar disse que as soluções previstas no convênio com Itaipu e PTI têm potencial de replicação em outros municípios do Estado, que enfrentam problemas semelhantes na atualidade. “Nós estamos hoje dando o pontapé inicial de algo que já vai começar a surtir efeitos. É uma parceria de extrema importância. Queremos que o Paraná seja o primeiro estado da federação a alcançar a universalização do esgotamento sanitário e, com o apoio de Itaipu, não tenho dúvida que alcançaremos esse objetivo”, disse.

A prefeita Cleide Prates agradeceu o apoio de Itaipu e enfatizou que a empresa, agora, é peça fundamental para o desenvolvimento dos municípios lindeiros.

O diretor de Coordenação da Itaipu, Carlos Carboni, também destacou o potencial da ciência e da inovação para melhorar a vida das pessoas e do planeta. “Com as ações que estão sendo desenvolvidas aqui na região, teremos um processo de inovação extraordinário. Primeiro porque é muito custoso para os pequenos municípios implantarem Estações de Tratamento de Esgoto. E, em segundo, porque após o tratamento os materiais que sairão dali são adubo orgânico e água de melhor qualidade, que não causará impacto ao meio ambiente.”

Durante o evento, a gerente da Divisão de Reservatório de Itaipu, a bióloga Simone Frederigi Benassi, e o gerente de Pesquisa e Inovação da Sanepar, Gustavo Rafael Collere Possetti, detalharam algumas das inovações previstas no convênio. Uma delas será a integração dos sistemas de esgoto de Itaipulândia e de Missal, que hoje não conta com o serviço. A distância entre um ponto e outro será de cerca de 7km.

“Devido à declividade do terreno, será possível levarmos [por gravidade] o esgoto de Missal para a rede de tratamento de Itaipulândia. Com isso, Missal sairá do zero e será um dos únicos municípios do País com uma rede com 100% de cobertura”, explicou Benassi.

As melhorias serão viabilizadas a partir da construção da nova estação de tratamento de Itaipulândia, prevista no convênio Itaipu-Sanepar-PTI. Ao final do processo, além da produção de adubo orgânico, agentes poluentes como o nitrogênio e o fósforo serão removidos antes de a água ser devolvida ao reservatório. De acordo com Benassi, “em termos de operação, será altamente vantajoso e um exemplo para ser levado para outros municípios brasileiros”.

Outras tecnologias previstas no convênio incluem a produção de biogás a partir dos dejetos (em Medianeira) e a implantação de um jardim flutuante de plantas aquáticas para o tratamento do esgoto (em Ramilândia). As plantas farão a filtragem natural da água, explicou a bióloga.

Ainda na Câmara dos Vereadores, Enio Verri e a prefeita Cleide Prates assinaram um convênio para mais R$ R$ 3,9 milhões em investimentos no município, dentro do Programa de Gestão Ambiental e Desenvolvimento Territorial, desenvolvido pela empresa na região. A Itaipu será responsável por cerca de 70% dos recursos, com 30% de contrapartida do município.

Estão previstas atividades de manejo integrado de água e solo (como a construção de 1,7 mil metros de rede de drenagem pluvial); saneamento ambiental e urbano (com aquisição de distribuidores de dejetos de animais, cisternas, biodigestor de pequeno porte, entre outros); e serviços de conservação da biodiversidade (com a realocação de estrada para fora da faixa de proteção do reservatório).

O convênio inclui ainda o apoio a obras sociais do município, como a construção de uma planta de geração de energia fotovoltaica em prédios públicos e a aquisição de três geradores, em projeto-piloto para produção de biogás a partir dos dejetos da suinocultura.

Também estiveram presentes na cerimônia o presidente da Câmara de Itaipulândia, vereador Claudinei Vieira; e os prefeitos de Missal, Adilto Luis Ferrari; de Ramilândia, Edson dos Santos; e de Medianeira, Antônio França Benjamim – entre outras autoridades.

Últimas Notícias

Fortalecendo a prevenção e o enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

A Vibra, maior distribuidora de combustíveis e lubrificantes do Brasil, está comprometida com a causa social de "Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e...
advertisementspot_img

Busch do Brasil expande seu portfólio com produtos da Pfeiffer Vacuum

A Busch do Brasil Ltda., uma subsidiária integral da Busch SE, anunciou expansão de seu portfólio: está assumindo a distribuição e o serviço dos produtos...

Identificação padronizada para segurança do alimento

Uma nova forma de identificar produtos no varejo, que transforma a rotina dos consumidores e os processos de automação das empresas da cadeia de...