Projeto conquista prêmio por infraestrutura de conectividade rural

@CPQD/divulgação

Centro de Ciência para o Desenvolvimento em Agricultura Digital (CCD-AD/SemeAr), um projeto da Embrapa Agricultura Digital, do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPQD) e da FAPESP, além de outros parceiros, recebeu o Prêmio ABDI Anatel de Redes Privativas, na categoria “Rede Privativa – Agro”.

A iniciativa vencedora foi a rede privativa rural que beneficia produtores no Distrito Agro Tecnológico (DAT) de São Miguel Arcanjo, no interior de São Paulo. O DAT é um dos cinco previstos para o Estado de São Paulo, que têm o objetivo de acelerar a inovação digital de pequenos produtores rurais e agricultores familiares por meio da oferta de soluções para demandas reais dessas comunidades, integrando conectividade, aplicações de Agro 4.0 e capacitação.

O prêmio, entregue em Brasília no começo de setembro, foi criado pela ABDI Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial em parceria com a Anatel Agência Nacional de Telecomunicações. O objetivo é reconhecer as melhores iniciativas de uso do espectro destinado à implementação de redes privativas e dar a devida visibilidade a esse modelo de negócios no Brasil.

O DAT instalado em São Miguel Arcanjo, que completou um ano de operação em julho, conta com a adesão formal de 63 produtores rurais, a parceria de 14 empresas e instituições que integram o ecossistema do SemeAr no Estado de São Paulo. Além de Embrapa, CPQD e FAPESP, fazem parte ainda o Parque Tecnológico de Sorocaba, o Sebrae Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e o Senar-Faesp Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, com apoio do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel) e da Finep Financiadora de Estudos e Projetos.

A infraestrutura de conectividade rural implantada no DAT de São Miguel Arcanjo combina várias tecnologias de conectividade sem fio. O objetivo do projeto é levar conectividade a áreas rurais e remotas não atendidas pelas operadoras, proporcionando modelo integrado que viabiliza acesso à internet, bem como a conteúdos, aplicações de agricultura digital e capacitação.

Implantada e operada pelo provedor local SMANet, um dos parceiros no projeto, a infraestrutura consiste em uma arquitetura híbrida de rede privativa baseada na integração de tecnologias 4G/5G, Wi-Fi, LoRa e satélite.

A conectividade trouxe impacto imediato para os negócios dos produtores rurais que formalizaram sua adesão ao CCD-AD/SemeAr no DAT de São Miguel Arcanjo. Uma pesquisa realizada entre eles indicou que já há percepção de ganhos de receita e de redução de custos, em função do acesso à capacitação e a informações do mercado em geral – preços, técnicas de manejo e notícias agrícolas.

A comunicação com compradores, vendedores, agrônomos e até com familiares também trouxe benefícios importantes para o negócio. Em função das soluções e serviços viabilizados no DAT – por intermédio das startups parceiras Muda Meu Mundo e Maneje Bem –, 57% dos produtores perceberam melhoria na qualidade dos seus produtos ainda nos primeiros seis meses de operação, com reflexo no aumento das vendas.

Últimas Notícias

Recap lança campanha de combate a fraudes no setor de combustíveis

As fraudes no setor de combustíveis afetam não apenas a concorrência leal entre as empresas, mas toda a sociedade, ao retirar recursos de áreas...
advertisementspot_img

Prêmio DowGOL reconhece os melhores fornecedores logísticos 

A Dow Brasil anunciou os vencedores da 18ª edição do Prêmio DowGOL que reconhece e promove as melhores práticas de fornecedores logísticos. O evento...

Sabesp é finalista de maior prêmio do mundo no setor de biogás

A Sabesp é finalista do AD and Biogas Industry Award 2024, a maior premiação do mundo no setor de biogás. A Companhia concorre na...