Takoda vai investir R$ 2 bilhões em data centers em Hortolândia

@Prefeitura de Hortolandia

A Takoda Data Centers vai investir R$ 2 bilhões, pelos próximos quatro anos, na construção e operação de um complexo de data centers em Hortolândia.

Os data centers funcionam como uma base física onde são armazenados aplicativos e dados de empresas. A demanda por esse tipo de serviço cresceu com o uso cada vez mais comum da chamada “computação em nuvem”, que permite o acesso aos mesmos softwares e informações por dispositivos diferentes, sem a necessidade de uma conexão física, por cabo.

Segundo o presidente da Takoda Data Centers, Eduardo Sodero, a empresa terá uma área de 100 mil metros quadrados, cuja primeira fase prevê investimentos de R$ 700 milhões na implantação de um primeiro galpão, com dois andares. O cronograma prevê o início da construção em 2024 e a sua entrega deve ocorrer num prazo de 16 meses.

“O nosso complexo terá cerca de 80 mil metros de área construída e os trabalhos consumirão investimentos de R$ 2 bilhões ao longo de quatro anos. A primeira fase já está definida e esperamos iniciar a construção ainda neste primeiro semestre”, disse.

De acordo com o prefeito hortolandense, empresas de tecnologia vem procurando Hortolândia para se estabelecer, especialmente, por conta da infraestrutura do município, que conta com grandes viários, coleta e tratamento de esgoto e por estar localizada numa região com potencial energético capaz de receber grandes empreendimentos que necessitam de energia elétrica em larga escala para operacionalizar os equipamentos de alta tecnologia. “Hortolândia foi construída nos últimos 20 anos com planejamento e, agora, estamos colhendo os frutos. Nos últimos anos, diversas empresas de tecnologia vieram se instalar no município. Mais recentemente, anunciamos a chegada de duas plantas da Microsoft em nossa cidade e, agora, temos a honra de anunciar a chegada da Takoda Data Centers, que investirá cerca de R$ 2 bilhões pelos próximos 4 anos. Isso significa, num primeiro momento, uma injeção direta de emprego e renda na construção civil e em toda a sua cadeia produtiva, o que é muito bom para os trabalhadores da nossa cidade”, destacou o prefeito José Nazareno Zezé Gomes.

De acordo com Fábio Pezutto, gerente comercial da Afonso França Engenharia – encarregada da construção -, a primeira fase da obra deve gerar cerca de 800 empregos diretos. “É um investimento que vai aquecer a construção civil em Hortolândia, assim como outras cadeias do setor de serviços, proporcionando a abertura de novas vagas de forma indireta, fortalecendo a economia local”, afirmou.

A Afonso França foi responsável pela construção do data center da Odata, às margens da Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101).

Últimas Notícias

Fortalecendo a prevenção e o enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

A Vibra, maior distribuidora de combustíveis e lubrificantes do Brasil, está comprometida com a causa social de "Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e...
advertisementspot_img

Busch do Brasil expande seu portfólio com produtos da Pfeiffer Vacuum

A Busch do Brasil Ltda., uma subsidiária integral da Busch SE, anunciou expansão de seu portfólio: está assumindo a distribuição e o serviço dos produtos...

Identificação padronizada para segurança do alimento

Uma nova forma de identificar produtos no varejo, que transforma a rotina dos consumidores e os processos de automação das empresas da cadeia de...