Prêmio OTC 2023


A Offshore Technology Conference (OTC) anunciou (30/08) que a Petrobras receberá o prêmio OTC Distinguished Achievement Award Brasil 2023 em reconhecimento ao desenvolvimento de uma solução tecnológica inédita na indústria offshore mundial, dedicada à construção e intervenção em poços. Considerado de grande relevância para o segmento de águas profundas, o prêmio será entregue à companhia em outubro, durante a edição brasileira da conferência da OTC, no Rio de Janeiro.

Para desenvolver a nova solução, a Petrobras utilizou uma combinação inédita: a tecnologia de ancoragem de BOP (Blowout Preventer – equipamento de segurança que controla a pressão do poço) com a análise de riser (coluna de interligação da sonda ao poço) em tempo real, trazendo como principal ganho a possibilidade de uso de sondas mais modernas de posicionamento dinâmico em substituição às sondas ancoradas.

O novo método reduz em sete dias a duração das intervenções em poços de águas rasas, proporcionando diminuição de custos e redução média de 10% em emissões de gases de efeito estufa. Além disso, reduz em 99% o impacto da ancoragem no fundo do mar – quando comparado com a utilização de uma sonda convencional —, diminuindo na mesma proporção a área impactada no leito marinho. Com isso, a nova solução torna viável operações em áreas congestionadas ou ambientalmente sensíveis.


Confira a nova tecnologia premiada: 

“No ano em que a Petrobras completa 70 anos, receber mais um prêmio da OTC, que é a principal entidade da indústria offshore mundial, nos deixa muito orgulhosos. É o reconhecimento à capacidade técnica e à competência dos nossos trabalhadores e trabalhadoras, incansáveis na busca pelas melhores soluções e melhores resultados, sempre pautados pelos mais rigorosos padrões de segurança. Ao longo da nossa história, soubemos transformar desafios em tecnologias inovadoras, que moldaram nossa evolução e deixaram um legado sem precedentes para o setor.

É preciso reconhecer que se não fosse a dedicação e excelência dos nossos profissionais, de braços dados com nossos parceiros e fornecedores, não teríamos chegado tão longe”, disse o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates.

A nova solução possibilitou que sondas que atuam em lâminas d´água profundas também operem em locações de águas rasas – sendo adaptadas com o BOP ancorado para essa finalidade. Graças a esse método, a Petrobras realizou a primeira ancoragem de BOP em águas rasas do mundo, dispensando embarcações de ancoragem, reduzindo custos e permitindo a operação de poços com dificuldade de acesso – um verdadeiro legado para a indústria mundial. Outra vantagem da tecnologia é o aumento considerável na segurança das operações.

A Petrobras prevê utilizar essa nova solução em projetos futuros de revitalização de campos maduros, atendendo às demandas ambientais pela operação de poços com menor impacto possível.

Últimas Notícias

Utilização da capacidade instalada despenca para 58%, o menor nível mensal da história da química nacional

De acordo com os dados da amostra do Relatório de Acompanhamento Conjuntural (RAC), o índice de utilização da capacidade instalada da indústria química brasileira...

FPSO Bacalhau – Primeiro FPSO Novo do Mundo com Notação DNV Abate

A Modec comunica que o FPSO Bacalhau recebeu a Aprovação em Princípio (AiP) para Notação de Redução da sociedade de classificação DNV, tornando-se o...

ADNOC implanta a primeira solução de IA RoboWell da AIQ em operações offshore

A ADNOC anunciou a implantação do RoboWell, a solução pioneira de controle de poços autônomos de inteligência artificial (IA) da AIQ, em suas operações...