Primeira conversão de porta-conteiner


Na manhã de 08 de março de 2024, aconteceu a Cerimônia de Corte de Aço para o Projeto de Retrofit do Maersk Halifax de 14.000 TEU, marcando o primeiro projeto do mundo de modernização de duplo combustível de metanol para navios porta-contêineres. Representantes da equipe de projetos da Maersk, fornecedores, executivos e funcionários da Zhoushan Xinya Shipbuilding Company  participaram da cerimônia. 

O CEO Xia Songkang abriu a cerimônia. Ao som de fogos de artifício de papel, a máquina de corte a laser CNC cortou a primeira peça de aço marcando o início oficial do projeto de retrofit.

Em 18 de outubro de 2023, a Maersk assinou o contrato do primeiro projeto de retrofit de combustível duplo de metanol para navios porta-contêineres do mundo. A implementação do projeto não só ajudará a Maersk a atingir a meta de emissões líquidas zero até 2040, mas também testará a capacidade da Zhoushan Xinya Shipbuilding Company  em retrofit verde, estabelecendo as bases para que a empresa construa uma “Xinya Verde Centenária”.

O Maersk Halifax está programado para chegar no início de julho deste ano, e passará por conversão e reparo por um período de cerca de 3 meses. Para garantir a implementação tranquila deste projeto, a Zhoushan Xinya Shipbuilding Company  construiu um guindaste de pórtico de 500 toneladas.

A Maersk disse que, simultaneamente com o desenvolvimento dos projetos para os primeiros navios de metanol bicombustível, atualmente em construção na Coreia do Sul, também começou a explorar o potencial de modernização de navios com motores a metanol/bicombustível.

A conversão do motor que o tornará capaz de operar com metanol, segundo a Maersk, fará parte de um projeto maior. A modernização também incluirá novos tanques de combustível, uma sala de preparação e um sistema de abastecimento de combustível.

As embarcações estão atualmente equipadas com motores principais MAN B&W 8G95ME-C9.5; eles serão adaptados para tipos MAN B&W 8G95ME-LGIM10.5 de duplo combustível, capazes de operar com óleo combustível/metanol.

Nenhuma das partes envolvidas no projeto discutiu o custo da reforma.

Últimas Notícias

Utilização da capacidade instalada despenca para 58%, o menor nível mensal da história da química nacional

De acordo com os dados da amostra do Relatório de Acompanhamento Conjuntural (RAC), o índice de utilização da capacidade instalada da indústria química brasileira...

FPSO Bacalhau – Primeiro FPSO Novo do Mundo com Notação DNV Abate

A Modec comunica que o FPSO Bacalhau recebeu a Aprovação em Princípio (AiP) para Notação de Redução da sociedade de classificação DNV, tornando-se o...

ADNOC implanta a primeira solução de IA RoboWell da AIQ em operações offshore

A ADNOC anunciou a implantação do RoboWell, a solução pioneira de controle de poços autônomos de inteligência artificial (IA) da AIQ, em suas operações...