Brasil é o maior investidor em infraestrutura de IA da AL

Charles Ferland, Vice President & General Manager, Edge Computing & Telecom na Lenovo, Claudio Stopatto, country manager para Lenovo ISG Brasil e Marcio Aguiar, diretor da divisão Enterprise da NVIDIA para América Latina @Divulgação

Pesquisa encomendada pela Lenovo, líder global no fornecimento de tecnologia inteligente, à consultoria IDC revela que o Brasil é o maior investidor em infraestrutura de IA na América Latina. Esse investimento é impulsionado principalmente por projetos de supercomputadores para petróleo e gás e extensas implantações de ponta em telecomunicações. 

No Brasil, cerca de 95% dos líderes de TI já investem ou planejam investir em IA Generativa e 58% acreditam que a IA terá um impacto significativo nas áreas de segurança cibernética, detecção de ameaças e automação e eficiência de processos, além da personalização e experiência do cliente. Essa percepção ressalta a urgência e a importância de investimentos estratégicos em IA, o que segundo a IDC, tendem a chegar a um orçamento esperado de US$ 240 milhões neste ano na América Latina, primordialmente, para a modernização, automação, gerenciamento e segurança da infraestrutura de TI e em ferramentas de IA Generativa.

“Ao transformar a forma como os dados são processados, analisados e utilizados para impulsionar a inovação em diversas verticais da indústria, a pesquisa monstra uma tendência no Brasil no uso de IA alavancada por uma demanda das áreas de negócio”, descreve Claudio Stopatto, country manager para Lenovo ISG Brasil. Essa expectativa se reflete nas prioridades de investimentos para tecnologia em 2024 no Brasil já que para 47% é necessário automatizar o gerenciamento e a segurança da infraestrutura digital, seguido por Gen AI com 43%.   Ao todo, cerca de 500 CIOs e tomadores de decisão de TI e negócios (ITBDMs) de organizações localizadas na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru compartilharam tendências, estratégias, planejamento e investimentos na adoção da Inteligência Artificial (IA) aos negócios.

Implementar a IA como uma estratégia de negócio traz uma série de avanços significativos para a indústria, especialmente em uma era em que surgem tecnologias inovadoras todos os dias – como é o caso da IA Generativa. Com isso, a IDC prevê que os gastos com IA e Edge Computing devem crescer na América Latina, uma vez que a região tem investido mais em seu processo de transformação digital completa.

“À medida em que a IA toma um papel relevante na melhoria de produtividade e experiência do cliente, a sua implementação em grande parte conta com soluções de Edge Computing, onde o poder de processar os dados na borda torna as decisões mais ágeis, precisas e menos complexas”, explica Stopatto. No último ano, o uso de Edge Computing no país cresceu 51% e, para os CIOs brasileiros, a solução deve impactar dispositivos IoT, áreas como varejo e experiência do cliente, assim como a automação industrial e a manufatura.

Já a maioria das verticais na América Latina estão focadas em aproveitar e proteger dados e colocam o gerenciamento de dados, a análise e a segurança cibernética como principais prioridades para apoiar as áreas de negócios relacionadas à jornada do cliente e à tomada de decisões, uma vez que são as mais impactadas pela IA. Isto é especialmente importante para bancos, varejo, governo e saúde, embora a pesquisa revele que o governo dá menos peso à segurança cibernética, que é crucial para proporcionar uma experiência satisfatória ao cliente, principalmente quando há pagamentos envolvidos. 

Por outro lado, as empresas de telecomunicações têm outra visão e estão focadas na implementação de tecnologias digitais, como IA, em infraestruturas robustas para fornecer serviços de rede de alta qualidade, observabilidade de infraestrutura e conectividade, uma vez que isto se alinha com o seu negócio principal. No entanto, apenas 24% veem os dados e uma melhor jornada do cliente usando IA como prioridades. A pesquisa prevê que as verticais da América Latina permanecerão com essas prioridades em 2024. As organizações deverão pagar seus débitos tecnológicas e aproveitar ao máximo a tecnologia para aproveitar os dados e fornecer experiências satisfatórias aos clientes em ambientes seguros.

O surgimento da IA apresenta oportunidades inimagináveis, mas também desafios. O seu desenvolvimento e gestão necessitam de uma força de trabalho que possua uma gama diversificada de conjuntos de competências com uma formação adequada. O medo da demissão dos empregos surge do equívoco de que a IA substituirá completamente o trabalho humano. “É importante enfatizar que a IA foi concebida para aumentar as capacidades humanas, automatizando tarefas rotineiras, permitindo que os funcionários se concentrem em aspectos mais complexos, estratégicos e criativos das suas funções. O fator humano é fundamental.”, comenta João Bortone, presidente e general manager para a Lenovo ISG América Latina. 

Oferecer oportunidades de requalificação e melhoria de competências reforça a mensagem de que a IA é uma ferramenta de colaboração, capacitando os funcionários a se adaptarem e a prosperarem num local de trabalho digitalmente melhorado. Os programas de melhoria de competências dos funcionários estão ganhando destaque, abrangendo diversas competências que vão desde a proficiência técnica em aprendizagem automática e análise de dados até competências interpessoais, como pensamento crítico, criatividade e adaptabilidade.

Os CIOs latino-americanos estão confiantes de que o investimento em soluções baseadas em IA serão capazes de ajudar suas empresas a superarem os obstáculos mais vigentes. A pesquisa aponta que, além das tecnologias emergentes, dentre as principais prioridades dos CIOs na América Latina estão os gastos com tecnologia para acelerar o crescimento da receita e do lucro da empresa, assim como o impulsionar de inovação em negócios digitais. No Brasil, as prioridades de negócios se invertem uma vez que 45% estão focados em tecnologias emergentes como Gen AI, seguido com 33% por impulsionar a inovação nos negócios digitais. Cerca de 30% visam acelerar o crescimento da receita e do lucro. 

A Lenovo, como fabricante global de soluções e serviços, tem explorado ativamente o potencial da IA em seus produtos e serviços. A companhia tem integrado recursos de IA em seus produtos, desde notebooks, desktops, tablets, smartphones, assim como em infraestruturas e serviços de TI, tudo para melhorar a experiência do usuário e aumentar a eficiência das empresas. “A IA já não é uma novidade para Lenovo, mas hoje temos vivenciado um momento de urgência nas demandas dos clientes. Estamos entusiasmados em ser o parceiro tecnológico para apoiar as empresas nesse caminho com soluções de IA robustas e prontas para uso, e liderar essa transformação na América Latina”, afirma Bortone. “A pesquisa destaca que o Brasil é uma das maiores regiões em crescimento de investimentos em IA, e a Lenovo está comprometida em trazer soluções inteligentes que não apenas atendam às necessidades de nossos clientes, mas que também transformem o mundo e a forma em que vivemos.”

A NVIDIA também oferece aplicações de IA que atende diversos setores, além de fornecer consultoria para que as empresas possam desenvolver soluções utilizando essa tecnologia. “Estamos orgulhosos de colaborar com parceiros estratégicos como a Lenovo para impulsionar a América Latina no uso de ferramentas que englobam a IA. A pesquisa reforça o quanto essa tecnologia está se consolidando na região, por isso é essencial investir em soluções inteligentes que não apenas acompanhem, mas também liderem essa transformação”, ressalta Marcio Aguiar, diretor da divisão Enterprise da NVIDIA para América Latina.

A cada ano, a Lenovo tem investido constantemente em pesquisa e desenvolvimento para impulsionar inovação, não visando apenas melhorar a oferta de produtos e serviços, como também criar oportunidades de negócios e oferecer soluções inovadoras que agreguem valor aos seus clientes. Além da NVIDIA, seu ecossistema inclui também parcerias com empresas do setor, startups, assim como universidades e institutos de pesquisa para avançar no campo da IA e aplicar as descobertas de novas soluções tecnológicas.

Últimas Notícias

Rockwell Automation em parceria com NVIDIA impulsiona o desenvolvimento de robôs móveis industriais com IA

A Rockwell Automation anuncia novas colaborações com a NVIDIA para impulsionar o desenvolvimento de robôs móveis industriais, mais seguros e inteligentes, com Inteligência Artificial...

Primeira fábrica de inversores de energia solar do Brasil

A Livoltek, empresa do Hexing Group, inaugurou a primeira fábrica de inversores de energia solar da América Latina na Zona Franca de Manaus (ZFM)....

GT PA-DIN apresenta extensões ao padrão com lançamento da versão 1.1

Os coproprietários do Process Automation Device Information Model (PA-DIM), incluindo FDT Group, FieldComm Group, ISA 100 WCI, NAMUR, ODVA, OPC Foundation, PROFIBUS e PROFINET...